Guia definitivo para iluminação do condomínios

Definir adequadamente as escolhas de iluminação pode ser uma tarefa complicada, passando pelos tipos de lâmpadas que serão usadas e melhor posição para instalação. Para criar uma iluminação de condomínio eficiente é preciso cumprir 4 quesitos: economia, funcionalidade, decoração e segurança.

Nesse artigo, juntamos algumas dicas especiais para você iluminar o condomínio da forma correta.

 

Custo-benefício

É necessário priorizar a escolha de lâmpadas que atendam a necessidade de cada espaço de acordo com a frequência de utilização e finalidade do ambiente. Para quem quer iluminar e economizar ao mesmo tempo, uma boa opção é apostar nas luminárias com lâmpadas de LED. Esse tipo de lâmpada possui um bom fluxo luminoso e uma vida útil longa, além de não possuir substâncias tóxicas, o que facilita o descarte. Como as lâmpadas de LED são bem claras, a sensação de segurança aumenta.

 

Avaliação cada ambiente

O condomínio possui diversos ambientes e cada um requer um tipo determinado de iluminação.

 

- Nos ambientes externos:

As luminárias e postes de iluminação nos ambientes externos devem desempenhar a sua função principal, que é a de iluminar, mas também podem ser protagonistas na decoração, deixando o ambiente mais agradável e valorizado. Sempre fica bonito e mais aconchegante um local que foi iluminado de maneira adequada.

 

Entre os lugares de acesso comum, o portão principal e a garagem chamam atenção. Ambas devem ter o caminho iluminado, pois são os trajetos de pessoas e veículos.
 
Ao entrar com o carro, a pessoa deve estar segura para poder manobrá-lo, contribuindo para evitar acidentes e prejuízos para os veículos e para o patrimônio do condomínio.
 
Neste ambiente prefira as luminárias LED tubulares tubulares com excelente alcance e ganhe em segurança e economia.
 
 

No caso de jardins ou piscinas, há muita coisa boa que pode ser feita. Decorar e tornar o ambiente ainda mais agradável é uma delas. Aqui também é possível usar spots, feixes de luz de baixo para cima, arandelas e balizadores (minipostes). São ótimas opções para decorar com estilo e ganhar em durabilidade e economia.

 

Se no condomínio existem degraus ou escadas na parte externa, tenha atenção a este detalhes no projeto de iluminação. Não é necessário instalar lâmpadas muito fortes, mas manter uma sinalização eficiente é fundamental para evitar acidentes. Mesmo que o condomínio tenha elevador, nunca se sabe quando será necessário subir ou descer pelos degraus.
 
A arandela de embutir na parede AD 108, por exemplo, cria uma efeito agradável e funcional em escadas e corredores.

 

Para os jardins, áreas de recreação e espaços para atividades esportivas os refletores LED, são uma boa aposta, pois além de iluminarem muito bem o local podem ser posicionados da forma desejada. Escolha bons refletores que destaquem o ambiente, tornando-o mais bonito e atrativo.

 

 
É importante entender que a iluminação do condomínio tem o papel de conduzir os moradores a outros ambientes, além disso devem proporcionar a claridade correta que trará conforto visual e contribuir com a habitabilidade do ambiente, portanto, além de acrescentarem beleza, as luzes oferecem mais segurança e ajudam bastante a reduzir acidentes.
 

 

Prefira os modelos de refletores LED, que resultam em maior qualidade visual e segurança aos moradores. Se quiser algo ainda mais potente, as lâmpadas de alta potência são ótimas alternativas para iluminar bem garagens, estacionamentos e outras áreasde grandes dimensões.

 

- Na parte interna:

Já nas salas e nos corredores, uma ótima dica é usar spots LED. Eles são muito bons para que esses dois locais tenham uma iluminação uniforme e todos os moradores ganhem em economia devido a sua durabilidade.

Conheça nossa linha de spots de embutir aqui

 

 
 

 

Restam ainda os espaços de lazer internos, como o salão de festas ou jogos, espaço kids, entre outros. Nestes lugares, a iluminação e a decoração devem "conversar" para tornar os ambientes ainda mais confortáveis e acolhedores.

 

 

Controle o desperdício de energia

Para economizar energia uma dica importante é instalar sensores de presença em alguns setores do condomínio. Esses sensores podem causar desgastes nas lâmpadas comuns. Por isso lembre-se de escolher os modelos mais resistentes aos detectores, como os refletores de LED com sensores de presença. Eles representam a escolha perfeita, pois o LED pode ligar e desligar milhares de vezes sem comprometer a durabilidade. Além de acenderem imediatamente, diferente dos refletores com tecnologia de lâmpadas de descarga (vapor metálico, vapor de sódio e similares).

 

Já as lâmpadas comuns ou refletores halógenos costumam sofrer um desgaste maior com o item que identifica movimentos. Escadas, elevadores e corredores que não têm grande movimentação são os lugares mais indicados para receber este tipo de equipamento.

 

Além dessas ações físicas com relação à iluminação do condomínio, existem algumas dicas simples para a economia de energia nas áreas comuns e nos apartamentos:

 

• Não acenda as luzes ao longo do dia, abra as janelas e utilize a luz natural;

• Apague as luzes ao sair dos ambientes;

• Limpe regularmente os aparelhos de iluminação - a sujeira bloqueia e reduz a emissão de luz;

• Utilize distribuidores de luz de acrílico claro - são mais eficientes;

• Utilize tintas claras para pintar paredes e tetos, pois refletem mais a luz;

• Verifique a instalação de circuitos de interruptores para desligar a lâmpadas em desuso e desligue também o reator.

 

 

Iluminação de emergência

Luzes de emergência são fundamentais em um condomínio. Ninguém está livre de ficar parado na escada ou no estacionamento quando há queda de energia.

Existe até uma norma técnica da ABNT, a NBR 10898/2013, que determina que tipo de iluminação de emergência deve ser instalado em cada ambiente. Estas devem ser instaladas em lugares estratégicos para permitir uma evacuação segura, em caso de incêndio ou outra situação extrema.

Após a instalação, o sistema deve passar por uma vistoria do Corpo de Bombeiros. Pode funcionar com blocos autônomos, acionados por um banco de baterias ou centralizado, no qual a central identifica a falta de energia e alimenta as luzes de emergência. Os tipos de lâmpada mais usados no sistema são as de LED por consumirem menos energia e demandarem baterias menores.

Como é possível perceber, em todos os casos o LED é a melhor opção quando se fala em iluminação para condomínios. Isso porque, como dissemos, é mais econômica e durável. Além disso, não queima pelo acionamento frequente dos sensores de presença e seu descarte é simples.

 

  Ficou interessado (a)? Então entre em contato com um dos nossos consultores especialistas em iluminação para adquirir kits de trilhos eletrificados que vão valorizar os seus ambiente com iluminação adequada e sofisticada, além de poupar tempo e dinheiro com fácil instalação e versatilidade.

 

Telefone: (11) 2219-2505/ (11) 2219-2506/ (11) 2219-2476

E-mailcontato@aladiniluminacao.com.br

 

 

 

Faça as escolhas certas para iluminação de jardins

Iluminação de jardins e espaços externos arborizados é essencial para valorizar esses ambientes, sejam eles condomínios residenciais, prédios comerciais ou corporativos, praças, parques, etc. Além de consolidar uma proposta estética, permite que os usuários aproveitem o espaço também à noite. Trata-se, portanto, de uma questão de valorização dos espaços e empreendimentos.

Como escolher a melhor iluminação para quadra de tênis?

Uma boa iluminação em qualquer quadra de esportes, é fundamental para a sua utilização de forma adequada e, também, para que seja possível uma maior visibilidade ao esporte que está sendo praticado.

Conheça a pintura eletrostática a pó, acabamento e resistência.

Basta dar uma olhadinha em nossos produtos para perceber que a opção de pintura em poliéster a pó está disponível em diversos deles, mas você sabe quais são as vantagens dessa técnica em relação à pintura líquida tradicional e por que ela é melhor? É o que vamos te mostrar neste artigo!

Iluminação Industrial, por que LED é sua melhor opção?

Antigamente (cerca de 40 anos), a opção mais utilizada para iluminação industrial era a lâmpada de vapor metálico, que proporcionam um bom fluxo luminoso e melhor reprodução de cores, comparada à sua antecessora, a lâmpada de mercúrio.

Trilhos eletrificados, se ligue nessa tendência

Os trilhos eletrificados são uma opção de iluminação muito utilizada em ambientes comerciais como lojas, shopping e varejistas em geral.

Descubra as lâmpadas PAR

Mais do que clarear um ambiente, a iluminação tem ganhado importância em muitos projetos de decoração. Assim sendo, na hora de reformar ou construir, é muito importante conhecer as opções disponíveis no mercado, como as Lâmpadas PAR 20, 30 e 38.

Orçamento pelo WhatsApp