Galvanização a fogo X eletrolítica?

Passeando por nosso site percebemos que na descrição de muitos produtos consta a expressão “produzido em aço galvanizado”. Mas, afinal, você sabe o que isso significa?

Conhece os processos pelos quais o metal passa e as propriedades que adquire?

Sabe diferenciar a galvanização a fogo e a eletrolítica?

É o que você vai descobrir neste artigo!

Primeiramente, é importante saber que a galvanização é um procedimento que tem como finalidade proteger peças metálicas da corrosão (enferrujamento). Para isso, a peça é revestida por outro metal, geralmente zinco metálico. O método pode ser realizado de duas maneiras principais: a galvanização a fogo e a eletrolítica.

 

Galvanização a fogo X Galvanização eletrolítica – Entendendo os processos

 

Galvanização a fogo

Também conhecido como galvanização por imersão ou HDG (Hot-dip Galvanizing), o processo segue 8 etapas, segundo o Instituto de Metais Não-Ferrosos (ICZ):

  1. Desengraxe - Onde materiais orgânicos, óleos e graxas são removidos da superfície da peça
  2. Lavagem - Para uma remoção mais completa dos resíduos, que podem comprometer o resultado do procedimento
  3. Decapagem – Elimina óxidos, cascas de óxidos e carepas, que não saem nas etapas anteriores
  4. Lavagem – A peça é novamente lavada, dessa vez para remover resíduos produzidos nas reações de decapagem
  5. Fluxagem – Elimina óxidos formados na decapagem
  6. Secagem – Diminui o choque térmico e reduz os respingos de zinco
  7. Imersão a quente – A peça devidamente preparada é finalmente imersa num banho de zinco líquido a cerca de 450°C
  8. Resfriamento – A peça é resfriada rapidamente para evitar uma cristalização grosseira e frágil. Um banho rápido em solução cromatizante também pode ser realizado no intuito de retardar o aparecimento da chamada “corrosão branca”.

 

Galvanização eletrolítica

Chamada também de galvanização a friozincagem eletrolítica e EG (Electrogalvanizing), a técnica tem a eletricidade como protagonista.

Segundo o Instituto Nacional de Distribuidores de Aço (INDA), o primeiro passo do processo é converter a corrente de alternada para contínua. Assim, é possível separar as partes positivas e negativas da corrente: Na parte negativa, são colocadas as peças. Na positiva, o metal que fornecerá os íons para a solução.

Os cátions do aço ficam dispersos na solução eletrolítica e são convertidos novamente em metal. Assim, são depositados sobre a superfície da peça, galvanizando-a.

 

Qual o melhor processo de galvanização?

A galvanização eletrolítica deixa uma cobertura mais brilhante, lisa e uniforme à peça, além de ser um procedimento mais barato. No entanto, por fornecer uma camada mais fina de revestimento metálico, sua proteção contra a corrosão não é tão eficaz.

Já a galvanização a fogo oferece uma camada protetora mais grossa e aderente à superfície metálica, além disso como o processo é feito por imersão, todas as parte da peça galvanizada a fogo são tratadas, tanto superficies externas como partes internas. Dessa forma, a peça permanece íntegra por um tempo superior à galvanizada a frio. Essa versão de galvanização tem custo mais elevado e prazo de produção um pouco mais longo, entretanto é a única opção quando o poste vai ser instalado em locais litorâneos já que é a única maneira de garantir que o aço permaneça protegido da corrosão extrema relacionada a ação da maresia.

Vale lembrar não há um método de galvanização mais ou menos indicado. A galvanização a fogo e a eletrolítica garantem resistência à corrosão e aderência da pintura. A técnica mais adequada para cada caso dependerá de fatores como o tipo de peça, finalidade e orçamento.

Ficou com alguma dúvida? Entre em contato conosco através do telefone (11)2219-2505 ou pelo e-mail contato@aladiniluminacao.com.br!

Conheça nossa linha de postes de iluminação especializada para construtoras, condomínios clicando aqui

Ou se preferir, fale direto com um dos nossos consultores via WhatsApp clicando aqui 

 

 

 

Como iluminar corretamente uma área externa

Como iluminar corretamente uma área externa

Para transformar áreas externas com a iluminação tem alguns truques simples mas importantes

Dicas e orientações para fazer a melhor Iluminação externa

Dicas e orientações para fazer a melhor Iluminação externa

Veja como acertar na iluminação de áreas externas

Transforme sua área externa com Iluminação de Jardim

Transforme sua área externa com Iluminação de Jardim

Uma jardim iluminado é um convite para os olhos. Iluminar um jardim valoriza o

Luminárias de teto

Luminárias de teto

Quais são os tipos de luminárias de teto

Luminária de parede

Luminária de parede

Saiba como utilizar a luminária de parede para tornar ambientes mais aconchegantes e convidativos

Como escolher entre poste com base e sem base

Como escolher entre poste com base e sem base

São diversas as questões relacionadas aos dois tipos de fixação de postes, então fizemos uma tabela de vantagens e desvantagens para facilitar a comparação e decisão pelo modelo de poste ideal para as suas necessidades.

Orçamento pelo WhatsApp

Esse site utiliza cookies para possibilitar a individualização de sua navegação, com filtro de suas preferências para aprimorar anúncios direcionados a você, inclusive com nossos parceiros das redes sociais. Ao aceitar cookies você concorda com nossa Política de Privacidade.