Como fazer Iluminação externa?

Como fazer Iluminação externa?

Os projetos de iluminação de áreas externas necessitam alguns cuidados importantes na hora de serem definidos, já que os sistemas de iluminação estarão expostos à ação da chuva, maresia, do sol e do vento. Por isso as luminárias devem ser muito construídas, com materiais resistentes a intempéries, e de preferência adquiridas de um fornecedor de confiança e boa reputação no mercado.

Se você se interessou sobre o assunto continue lendo este artigo que preparamos para você e saiba como ter a melhor Iluminação de Áreas Externas.

Como começar bem?

Para iniciar o projeto de iluminação de áreas externas, defina os objetivos principais com base em 3 prioridades: segurança, funcionalidade e estética. Além de deixar os espaços mais agradáveis e seguros, tudo tem que funcionar bem.

Uma dica é fazer aavaliação dos locais a serem iluminados à noite, isso pode ser mais assertivo porque durante o dia detalhes importantes podem passar desapercebidos.

Você vai perceber logo as áreas que necessitam de luz, mas fique atento: cada área pode demandar de um tipo diferente de iluminação.

Tome cuidado para não usar lâmpadas que iluminem demais e nem de menos, pois a intenção da iluminação de áreas externas é de realçar e guiar as pessoas de forma segura, criando assim uma atmosfera aconchegante e agradável. Evite posicionar o ofuscamento posicionando e direcionando as fontes de luz para longe do campo de visão das pessoas, ilumine o piso (balizadores e arandelas baixas), muros, colunas, paredes, arvores e plantas ornamentais (refletores e arandelas) e procure destacar os objetos que vão valorizar o ambiente e ocultar aqueles que não precisam ser destacados, como instalações hidráulicas, conduites aparentes, enfim, objetos menos atraentes para se mostrar.

 

Veja esses exemplo de produtos e conheça suas respectivas linhas de produtos

AD 306 BL 250 PJ 163/100 PT 301
Linha de Arandelas Linha de Balizadores Linha de Relfetores Linha de Postes Decorativos

 

Materiais para Iluminação de Áreas Externas

As lâmpadas são parte importante em um projeto de iluminação de áreas externas. Com imensa variedade de tipos, voltagens, cores e formatos, as lâmpadas podem ser halógena, fluorescente ou LED:

 

Dê preferência para as lâmpadas de LED elas são as mais indicadas por terem um longo tempo de vida útil e consomem pouquíssima energia, o que acaba compensando o seu valor de compra mais elevado.

 

Na hora de equipar sua área externa, dê preferência a luminárias especialmente desenvolvidas para áreas externas – como as arandelas, tartarugas, refletores, postes, espetos para jardins, balizadores e projetores – pois cada situação vai precisar de um produto diferente, se tiver dúvida sobre qual tipo de luminária escolher para cada local e finalidade consulte um dos nosso consultores especialistas em iluminação.


Para cada área é indicada uma iluminação diferente

O posicionamento correto das lâmpada é o essencial para o sucesso do projeto, além da preocupação com a proteção contra o calor e água. Portanto fique atento a cada área e o que destacar em cada uma delas:

Corredores, cantos e paredes, bem como pequenos muros, devem ser bem iluminados para garantir a segurança de quem passar por ali. Para a entrada, o ideal é que haja pontos de iluminação no acesso ao local e após essa passagem.

Se o espaço em questão for a passagem para uma garagem, a iluminação pode contar com pequenos postes, com luzes baixas. O mesmo pode ser usado em passarelas ou caminhos.

Para plantas e adornos utilize refletores ou balizadores para realçar os contornos. O feixe de luz deve ser direcionado diretamente nas folhas ou adornos.

Na fachada, a luz pode vir de arandelas com um facho estreito, criando um jogo de luz e sombra. O importante é que a iluminação seja direcionada para a parede e não para quem passa.

Em áreas de lazer como quintal, churrasqueira, etc. as possibilidades são infinitas. O que vale é valorizar os pontos de destaque.

 

Segurança em primeiro lugar

As escadas e degraus merecem uma atenção especial. Afinal, a segurança deve vir em primeiro lugar e a iluminação de áreas externas deve ser usada para isso. Utilize LED ou luzes embutidas nos degraus para realçar e destacar, de forma que possam ser percebidos facilmente.

A piscina também deve contar com este auxílio. Iluminação instalada no interior dela ajuda a dar destaque e evita que pessoas desavisadas caiam. E mesmo luzes colocadas de forma indireta dão um charme a mais.

A iluminação de áreas externas é um importante aliado para destacar o jardim e a arquitetura, sem contar a importante função de segurança evitando que visitas indesejadas se escondam nas sombras.

Utilize desses recursos e valorize o imóvel/empreendimento, afinal a aparência externa é a responsável pela primeira impressão. Aproveite estas dicas e mãos à obra!

 

 

Como iluminar um jardim corretamente

Para iluminar um jardim com sucesso é preciso conhecimento e bom gosto. Veja essas dicas importantes para ter um jardim bem iluminado, seguro, bonito e sem gastar muito, nem ao comprar luminárias e postes, nem na conta de luz e manutenção.

Saiba escolher postes galvanizados a fogo

Existem muitas opções de postes de iluminação para áreas externas. Vamos te mostrar aqui as melhores opções para que você possa fazer a escolha certa, seja para construir ou reformar uma área externa de empreendimento residencial, comercial, público ou empresarial.

Qual a luminária certa para cada ambiente?

Você quer saber como iluminar um ambiente corretamente, mas quer fazer isso sem complicação, então leia este artigo e descubra como.

Como escolher Poste Balizador?

Perguntas e respostas sobre como escolher Poste Balizador

Iluminação de condomínios

Se você é síndico ou responsável da administradora de condomínio por comprar iluminação você está lendo o artigo certo.

Tonalidades de luz - como escolher?

Temperatura de cor é coloração da luz que é expressa na unidade de medida Kelvin (K). Quanto mais alta a temperatura de cor, mais clara é a tonalidade da luz.

Orçamento pelo WhatsApp